terça-feira, 11 de março de 2008

Meu Nome Não É Johnny


Uuhuuuu cinema nacional. Delícia poder assistir um filme sem legenda e compreender 100% do que é dito, não só as falas, claro, mas também a ironia, entonação e piadas regionais, que perdem a graça quando traduzidas.



O crescimento na qualidade dos filmes nacionais é evidente, demonstrado pelo número de telespectadores (desculpe citar crescimento e não quantificar, mô preguiça de pesquisar exatamente esse número). Meu nome não é Johnny é um filmão, com o melhor ator nacional na atualidade (na minha opinião).



Selton Mello dá um show de interpretação de uma personagem real: João Estrella. Um traficante muito popular da playboyzada carioca dos anos 80, que fazia fortuna para se divertir e não para enriquecer.



É um filme imparcial quanto a questão das drogas, não recrimina, nem incentiva (como afirmam alguns conservadores, malditos!). Adorei a fotografia, a trilha sonora, o enredo a atuação dos atores. Enfim um baitcha filme.


(ahhhh o Diogo pesquisou e viu que foram mais de DOIS MILHÕES de telespectadores)


Viva o cinema nacional.
Will

3 comentários:

Cabraforte disse...

Prometo logo assitir!!

ops

Diogo Cutinhola disse...

Perfeito post Will...

Concordo plenamente em tudo.

Abs

Monalisa Marques disse...

Pois é, viva o cinema nacional!
As coisas evoluem. :)

Gostei do seu blog.
Quer trocar links?


Ah. "O Labirinto do Fauno" é fantástico, amo aquele filme. :P