terça-feira, 18 de março de 2008

A Culpa é do Fidel

A Culpa é do Fidel é um filme com duas estórias, eu diria. Uma delas, difícil de entender, é sobre todo o movimento politicio que ocorre no chile na década de 70, quando Salvador Allende (socialista) assume a presidência e depois é derrubado pelo golpe militar (apoiado pelos Estados Unidos) de Pinochet. A segunda estória é sobre a infância de Anna que assiste e sofre as consequências das atitudes políticas dos pais e sua vida acaba sendo influenciada pelo conflito entre os universos capitalista e socialista.
Anna é uma menina mimada criada por família rica Francesa. Mas sua vida organizada é alterada por causa de um tio que é preso e eventos que transformam profundamente a vida de seus pais. Engajamento político, a luta contra o imperialismo, eleições no Chile, movimento feminista (início da década de 70). Porém para Anna, tudo isso é considerado como mudança, desorganização, apartamento menor e pessoas estranhas (muito engraçadas diga-se de passagem) que tentam orientar o pensamento capitalista e distorcido sobre comunismo da menina.
Um filme muito bom, eu aconselho. E apesar de todo um embasamento político, a atriz Nina Kervel-Bey (Anna) desempenha um papel muito engraçado. E ótimo.

Bruno da Cunha

5 comentários:

Cabraforte disse...

não o vi , mas pretendo!

Cabraforte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata Braga disse...

Eu vi..e adorei!

Suzi disse...

dica anotada!

Monalisa Marques disse...

Hm...
Agora to com vontade de assistir.